quinta-feira, 4 de abril de 2013

Plagiocefalia posicional

Quando a Maria Antônia estava com 14 dias, uma prima minha veio de Jequié para visitá-la. Ela ficou invocadinha com o formato da cabecinha "da bebezinha".
"Ai prima, é tão lindinha, tão redondinha", dizia ela repetidas vezes.
Já no final do dia ela complementou o elogio: " É que tem tanto bebê com a cabeça achatada. Minha mãe fala que é porque fica muito tempo deitado de um lado só."
Achei aquilo um pouco estranho, nunca tinha escutado sobre isso. Confesso que até pensei que fosse história sem lógica como muitas que a gente ouve por aí (tipo: "parida não pode lavar cabelo", sabe?), mas resolvi investigar.
Êita! E não é que minha prima tinha razão!!??!!

Fiz várias leituras a respeito de achatamento de cabeça de bebê e descobri que é assunto sério e tem nome: Plagiocefalia Posicial. Trata-se de uma assimetria detectada no crânio do bebê e pode ser causada pelo posicionamento intrauterino, em casos de partos complicados e na gestação de gêmeos. Após o nascimento, a plagiocefalia posicional geralmente é causada pelo vício na posição dos bebês para dormir.
E não é que, mais uma vez, minha prima estava certa!?
Me desesperei! Pensei:" Será que a cabecinha da minha filha vai ficar achatada? Por que ninguém me alertou sobre isso antes? " Chamei meu marido e perguntei se ele tava notando alguma alteração na cabeça de Antônia (coisa de mãe de primeira viagem) e lógico que não! Nasceu perfeitinha e recebemos o alerta em tempo! Está tudo ok.

Pouco se fala do tema, mas é real e possui índices altos de ocorrência. Acontece que o crânio do recém-nascido é composto de placas móveis, cuja mobilidade é essencial para o parto vaginal, e deitar o bebê frequentemente numa mesma posição pode dificultar a plena movimentação das placas, causando a deformidade.
Até os 6 meses de vida o problema é revertido com facilidade e em casos mais severos a indicação é tratamento com um capacete especialmente desenvolvido para essas situações, chamado de órtese.

Bem, mamães, existem coisas que a gente só descobre "na marra" mesmo. Bebê, infelizmente, não vem com manual de instrução e pediatra nenhum do mundo vai nos dizer tudo o que precisamos saber. Por isso, temos que ficar atentas (sem noiar, tá? Serenidade é sempre importante) e procurar informação.


Beijocas,





Referências:

http://rihuc.huc.min-saude.pt/bitstream/10400.4/1417/1/Plagiocefalia.pdf
http://revistacrescer.globo.com/Revista/Crescer/0,,EMI284367-15327,00.html
http://filhosecia.uol.com.br/2011/07/deformidade-craniana-em-bebes-a-plagiocefalia-posicional/
 
 


4 Comentários

Fabrícia Brito disse...

Eu ouvi falar nisso quando eu achei que cabeça do meu pequeno estava um pouco achatada, mas já com 3 meses, pois ele dormia só de um lado, mas comecei a deitá-lo do outro lado também e hoje com 7 meses não dá para notar nenhuma diferença.

http://fabriciabrito.blogspot.com.br/

Monica Veridiane disse...

Oi Fabrícia! Seja bem-vinda!
Pois é, essa sua conduta foi corretíssima! Basta revezar o lado da cabecinha na hora de dormir e fica tudo bem. =)

Volte mais vezes. Vai rolar sorteio.

bj.

Francisca Anselma disse...

Olá boa noite !!amei seu blog, tudo lindo!
Ja estou te seguindo (obrfranci)!!segue de volta!
http://meubebepropaganda.blogspot.com.br/
bjos

Heads Clínica Gerd Schreen disse...

Parabéns pelo blog! A clínica que faz o tratamento das assimetrias cranianas com o uso da órtese no Brasil é a Heads Clínica Dr. Gerd Schreen (www.clinicaheads.com.br).

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante. Volte para ver a resposta, ok? Obrigada.