domingo, 12 de maio de 2013

Mãe...

Mãe é aquela que toma um baita susto na hora que descobre a gravidez...

Que teme pela transformação do corpo: aumento do peso, alargamento da cintura, escurecimento da pele, aparecimento de estrias, celulite e varizes, inchaço.

Que tem seu metabolismo alterado: sono excessivo, digestão lenta, azia, fome, boca amarga, enjôo, vômito, náusea, vertigem.

Que passa a contar o tempo em semanas de gestação e só pensa no dia D. Na verdade, sonha com esse dia, mas, também, morre de medo do parto: dores, anestesia, corte...

Que não vê a hora de estar com o quartinho todo prontinho digno da realeza que vai chegar.

Que anda remando.

Que enfrenta a gélida sala de parto.

Que passa pela sofrida recuperação da anestesia.

Que sente a dor de uma cirurgia.

Que amamenta em meio toda essa dor.

Que supera madrugadas insone e dias de exaustão.

Que tenta driblar as lágrimas do blues puerperal, para dar o melhor de si e não deixar que percebam quão difícil está sendo.

Que tem sua rotina revirada: banho e higienização bucal tornam-se luxo. Tá sempre com aquela "cara de ontem", cabelo de bruxa e passa dias com a mesma camisola cheirando a leite azedo.

Que abnega-se de si mesmo para doar-se ao filho. Pretere sua carreira, seus estudos, casamento e planos por aquele que Deus colocou em seus braços.
Que adoece pelo isolamento, stresse, solidão e loucura hormonal.
 
Que perde cabelos...
 
Mas ganha o sorriso mais lindo e o título de pessoa mais importante do mundo.
 
Antônia me fez conhecer o sentimento mais sublime e intenso que alguém pode experimentar e a sua chegada  fez com que eu admirasse ainda mais a guerreira que meu deu a vida.
 
Obrigada por todo amor, Mãe.
Obrigada por todo amor, Filha.
 
Amo vocês!
 
 

1 Comentário:

Minha Filha Minha Vida disse...

exatamente assim o lado A e o B da maternidade que nos faz ainda mais feliz todos os dias !

bju e parabens pelo dia das mães

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante. Volte para ver a resposta, ok? Obrigada.